O Inter sentiu a eliminação na Copa do Brasil, na noite desta quinta-feira, para o Vitória. Bastante abatido, o meia Edenílson falou na necessidade de “assumir a responsabilidade” e disse que é “difícil explicar” o momento da equipe.

O meia também falou sobre a necessidade de blindar e dar suporte aos mais jovens. “Estamos crescendo na base da pancada, da derrota. Precisamos trabalhar para sair dessa situação o quanto antes”, afirmou.

No comentário, o camisa 8 colorado lembrou das duas expulsões seguidas do zagueiro Pedro Henrique, saindo em sua defesa, além de admitir que a situação do clube está uma “m…”, mas que “ninguém” quer estar assim. Ele ainda fala em fazer “limpa” se for “para o bem” do clube:

“Pq não coloca a pergunta que era sobre um menino que foi expulso duas vezes em duas derrotas ? Pq quando ninguém fala reclamam ? e quando alguém fala(alguns) distorcem o que foi falado ?! Ta uma m… ? Tá. Mas tá pra todo mundo… e outra se tiver que treinar manha tarde e noite pra melhorar nos iremos fazer pq ninguém quer ficar nessa situação, se pro bem do clube tiver que fazer uma limpa também, nos queremos o bem do clube e independente do que disserem vou fazer de tudo pra ajudar estando bem ou mal fisicamente tecnicamente !”, escreveu Edenilson

De acordo com ele, é preciso “baixar a cabeça” e ver o que está errado para recolocar o time no rumo. “O planejamento era outro. Deixamos a desejar. Precisamos assumir a responsabilidade”, desabafou, emocionado.