Após reunião na manhã de hoje (11), a direção do Inter decidiu demitir o técnico Miguel Ángel Ramírez. Detalhes da saída estão sendo definidos para que o clube oficialize, ainda hoje, o trâmite. A comissão técnica já foi informada do desligamento.

Ramírez está com covid-19 e não comandou o time na derrota de ontem por 3 a 1 para o Vitória, que significou eliminação na Copa do Brasil, pois cumpre isolamento.

O clube procura resolver a questão do pagamento da multa rescisória do treinador e ainda procura persuadir o mesmo a aceitar uma saída de “comum acordo” para evitar a limitação de trocas de comando técnico no Brasileiro.

Segundo apurou o UOL Esporte, o parcelamento do pagamento da multa, que chega na casa dos R$ 10 milhões, está em pauta. A comissão técnica está disposta a negociar o valor.

Ramírez deixa o comando do time com 22 jogos, 11 vitórias, quatro empates e sete derrotas, um aproveitamento de 56%.

Sob seu comando, o Inter foi finalista do Gauchão, mas perdeu o título para o Grêmio. Se classificou como “pior primeiro colocado” da fase de grupos da Libertadores e foi eliminado na terceira fase da Copa do Brasil.

Osmar Loss passa a comandar a equipe interinamente.

CONFIRA A NOTA OFICIAL DO SPORT CLUB INTERNACIONAL:

Miguel Ángel Ramírez não é mais técnico do Internacional. Também deixam o Clube o auxiliar técnico Martín Anselmi, o preparador físico Cristóbal Fuentes e o analista de desempenho Luis Piedrahita. O Inter agradece pelos serviços prestados e deseja sucesso na sequência de suas carreiras. Osmar Loss passa a comandar a equipe interinamente.